Skip to content
imagem mulher na cama trabalhando no notebook


Você também pode perguntar

Você sabia que estudos mostram que nós mulheres temos que responder mais perguntas do que os homens (inclusive, pessoais!) em entrevistas de emprego? Mas entrevistas são vias de mão dupla. Isso significa que você também pode perguntar. Geralmente, é reservado um tempinho ao final para esses questionamentos. Aproveite para saber se não deixou o recrutador com dúvidas sobre suas qualificações ou, por exemplo, perguntar, em caso de contratação, como seria um dia típico no novo cargo. É uma maneira simples e nada usual de mostrar interesse na vaga.

Desenvolva sua melhor versão

É claro que é importante pesquisar sobre a empresa, treinar as respostas, pensar na roupa, em como fazer o curículo ideal. Mas não adianta nada fazer tudo isso se não hora você não for simplesmente você mesma. A gente tá careca de saber das regras pra entrevistas de emprego, né? Mas o que ninguém diz é que todo mundo tem um diferencial: ser único. Você não precisa ir de blazer e saia lápis se não são peças que fazem parte do seu estilo. Se seu cabelo é cacheado, a chapinha não é uma obrigação. Você pode evitar gírias, sim, mas não precisa usar palavras e termos que normalmente não usa no dia a dia. Seja a melhor versão de você mesma.

Ao futuro e avante!

Em uma entrevista de emprego a gente tem que falar sobre os empregos passados, a experiência que acumulou, o sucesso que obteve, certo? Nem tanto. É claro que foram suas realizações profissionais que a levaram à entrevista e é exatamente por isso que o ideal é você focar no valor que pode trazer para a organização. O seu passado profissional o recrutador já conhece. Mas ao começar um novo trabalho quais serão os ganhos para sua chefia ou departamento, por exemplo? Tente se concentrar mais no que poderia fazer no futuro, se a empresa contratar você.

Sinta-se a #girlpower que você é

O nervosismo é algo totalmente natural quando estamos cara a cara com o entrevistador (ou em qualquer outra atividade mais tensa). Quando se sentir assim, experimente se concentrar na sua respiração para ajudar a acalmar os nervos. Isso pode fazer toda a diferença na sua autoconfiança. E, segundo pesquisas, quem se sente confiante em uma entrevista de emprego costuma ter melhor desempenho. Então, procure controlar aquele pensamentos negativos que insistem em passar pela cabeça e se concentrar nas coisas positivas que você realizou, nas suas competências, na sua formação. E só pare quando entender que você é incrivelmente poderosa!

E depois? Seguuuuura essa ansiedade!

Uma das maiores dúvidas é saber o que fazer depois que a entrevista foi feita. Há um receio enorme de se contactar o recrutador e parecer desesperada, né? Mas, no tom e tempo certos, é bom fazer esse contato por e-mail para agradecer a oportunidade e (se passar de uma semana sem resposta) dizer que vai aguardar o retorno, seja ele positivo ou negativo. Ainda assim, se a empresa não responder, não leve para o lado pessoal. Aproveite os aprendizados dessa experiência e continue participando de outros processos seletivos. A gente tem certeza que, logo logo, você vai mandar bem e conquistar a vaga tão desejada!

Imagem de um notebook e um tablet

Stalkear a empresa é a melhor forma de saber se seus valores estão alinhados ao da empresa.

Caderninho e celular

Vale deixar pra pensar na resposta durante a entrevista

Menina duplicada de olhos fechados

Treinar as respostas no espelho pode me deixar mais insegura.

Cabides numa arara

Você não precisa se apresentar com roupas que não fazem parte do seu estilo.

Relógio

Posso perguntar o prazo pra resposta ao final da entrevista.

Faça parte da conversa