Skip to content
Foto da Maria Threza com Lettering

Maria Thereza (@mariatherezalagds no Insta ou só There como é chamada) é gaúcha de quaaase 30 anos (até maio ela tem oficialmente 29!) e descobriu a paixão pela gastronomia totalmente por acaso. Descontente com a Faculdade de Psicologia, ela começou a acompanhar uma amiga em trabalhos esporádicos, fazendo comidas para eventos. Esses freelas foram se tornando mais frequentes e, ainda em Porto Alegre, começou a trabalhar fixa em um restaurante contemporâneo e se inscreveu num curso de gastronomia do SENAC/RS. “Hoje vejo crianças de 10, 13 anos que falam comigo dizendo que vão fazer gastronomia, quando eu era criança nem sabia que era possível”, lembra.

O passo seguinte? Virar as mãozinhas que apareciam nas receitas do Tastemade. Hoje, coordenadora de produção por lá, ela aparece nos vídeos, elabora receitas, responde os comentários da galera... There é prova de que trabalhar com comida é um prato cheio, rs, de possibilidades!

Em 2016, o Tastemade mudou-se de Porto Alegre para São Paulo e Maria Thereza veio junto. Ela divide apartamento com uma amiga e seu gato, o Meu Bem (amamos esse nome!), a poucos metros do estúdio – para onde vai todos os dias lá pelas 9h. De vez em quando rola um home office, especialmente quando ela recebe a família em casa. <3

A rotina como coordenadora de produção envolve todas as etapas do conteúdo – e 80% disso tem a ver com a própria receita. Tudo começa na reunião de briefing com os clientes, quando se trata de post patrocinado, por exemplo. A equipe desenvolve ideias que tenham a ver com a cara do produto e comuniquem a marca de um jeito genuíno, sem forçar a barra. Após a aprovação da ideia, começa de fato a produção. “Fazemos muito conteúdo original, e pra isso rola uma pesquisa pra entender o que as pessoas procuram”. Os insights vêm a partir dos dados de SEO (do inglês Search Engine Optimization, também conhecido como otimização de sites) que a equipe de programação recebe. A produção de conteúdo é frenéééética: diariamente são publicados de 6 a 7 vídeos, entre conteúdo original, patrocinados e séries. <3

Com tanta comida por perto, é quase óbvio que o almoço da galera também rola por lá. Além das sobras das receitas, sempre têm ingredientes dando sopa na geladeira e a equipe inventa algum prato pra dividir. O lema é desperdício (e fome) zero! No total, a equipe é formada por mais de 30 pessoas, só na produção são sete profissionais: cinco mulheres e dois homens. “Eu adoro trabalhar com mulheres, elas são mais agilizadas. Somos mais dedicadas e responsáveis, fico mais tranquila quando preciso deixar algo na mão de uma mulher”, explica. <3

No Tastemade rola muito trabalho, e bastante diversão! Do rock ao samba, a galera sempre cozinha ouvindo música! Além disso, tem os espaços de convivência onde eles se reúnem. “A gente fica bastante tempo dentro da empresa, logo que chegamos em São Paulo, a gente vinha pra cá até no fim de semana pra fazer churrasco (boa parte da equipe é do Sul). Hoje, ela limita as idas de segunda à sexta mesmo (ufa!), mas sem pressa pra voltar pra casa – o expediente acaba às 19h, mas não é raro Maria Thereza sair de lá depois das 21h. Pera, calma, nem todo o tempo é trabalhando! “Às vezes gente fica jogando sinuca e acaba conversando sobre ideias, o ambiente é sempre de descontração”, comemora.<3

There começou no Tastemade dedicando 100% de seu tempo a ser as mãozinhas das receitas (pra isso, evitava usar esmalte escuro e unha comprida – disciplina adquirida nos tempos de restaurante!). Ela calcula já ter feito mais de 1.200 receitas. E, quer saber de uma coisa? Ela provou todinhas, claro!

“Sempre senti muito prazer em comer. Quando comecei a ir pra cozinha trabalhar ficava feliz nem que fosse pra ganhar 50 reais por fim de semana. Achava incrível a ideia de receber o feedback imediato do público!” conta. Ela amou a dinâmica da cozinha, foi amor a primeira vista #realoficial. “Quando fui morar sozinha não sabia fritar um ovo, fui aprender trabalhando. Pra ter uma ideia, eu não sabia se um frango se desfiava cru ou cozido, tive que ligar pro meu pai e perguntar”. Parece que o jogo virou não é mesmo? haha

Se você acha que rola segredo na hora de fotografar a comida, não tá totalmente errada! Existe técnica e principalmente a luz mesmo! “Quem cozinha, emprata e a foto é tirada na luz do estúdio que foi gravada a receita”, explica. “Temos um câmera pra cada cozinha (são duas: uma rústica e outra toda branca e azul) e não tem truque nenhum, a imagem é feita como a comida realmente é. Ou seja, tudo é comestível! Ô sorte!

Ok, você também amou esse trabalho e já sonha com algo parecido? Depois desse dia incrível, aqui vai a dica preciosa da Maria Thereza: “Acho que é importante passar pela experiência em restaurante, é muito válido aprender como funcionam as regras básicas de segurança alimentar e boas práticas, isso também é ensinado em cursos”. Ela lembra que o mercado da gastronomia é superamplo e tem funções maravilhosas: “vale sair com uma cesta vendendo pastel até trabalhar num restaurante de alta gastronomia, você pode ensinar pessoas a fazerem comida, fazer vídeos de passo a passo, tudo!”. Anotou?

Faça parte da conversa